“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



domingo, 20 de setembro de 2009

Poema sobre o Pôr-do-sol no Banhado, em São José dos Campos

Pôr-do-sol no Banhado

Quando menina, gostava de passear pela orla do Banhado,
ver o movimento das pessoas que se acomodavam nas calçadas...
Com o passar dos anos, passei a admirar o sol desenhado,
A esquecer da vida e da hora de voltar para casa.

Depois, o lugar tornou-se perigoso, tetos aglomerados
Invadiram aquele nosso espaço, nosso cartão-postal.
Passei a observar de longe, espiando, andando de lado...
Quando não resistia, chamava um amigo para ir comigo.

Certa noite, tive lá um encontro inesperado,
Com aquele que foi um dia meu primeiro namorado.
Esqueci do medo, da escuridão, só vi estrelas.

Hoje, posso ver esse pôr-do-sol da minha janela,
Recordar todos os bons momentos, bem segura,
Enquanto as pessoas assistem ao carnaval lá na orla.


Chris Amag
22-02-09
22h

“O Banhado é uma grande depressão que se estende até o Rio Paraíba do Sul, uma área de proteção ambiental desde 1984. Proporcionando uma bela vista natural, caminhar por sua orla em dias de céu limpo e apreciar o pôr do sol, é uma boa pedida e o principal cartão postal de São José dos Campos.”

Veja fotos do Banhado, na parte das Áreas Verdes:


Um comentário:

Edilene disse...

Adoro São José dos Campos, me deu saudades
Beijos