“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Homenagem ao Dia das Crianças




Um olhar revela cada criança:
A curiosa: os seus olhos dão volta,
A distraída: fica com os olhos parados,
A brincalhona: ri com os olhos fechados
E a carente: tem os olhos molhados...

Mas sempre existe um novo olhar:
A curiosa pode também se distrair,
A distraída pode arregalar os olhos,
A que brinca pode um dia refletir
E a dos olhos carentes pode sorrir.

Tudo depende de quem observa
Cada criança em seu mundo,
Pois ela não mente, é transparente,
Não precisa convencer a gente
Sobre as pequenas coisas que sente!

Chris Amag
12-10-09
Poema feito para o blog:

5 comentários:

Paulo Roberto! disse...

Que linda!!

"Não precisa convencer a gente
Sobre as pequenas coisas que sente!"

Quero ser assim,
até a morte,
não quero tentar convencer ninguém,
quero que, se saibam, saibem por seu
interesse próprio!

Lindo blog Chris, linda casa mesmo,
e profundas palavras... Um abraço enorme pra ti!

danisartre disse...

Que lindo Cris!!!!Adorei seu poema...Acho que eu fui do tipo curiosa, mas que às vezes se destrai...rsrs...Adorei seu blog!!!Qaundo tiver com inspiração, "escrivinharei" alguma coisinha aqui também!!!Bjo!!!
Dani

Chris Amag disse...

Paulo e Dani, obrigada pela visita, fiquei muito honrada de tê-los aqui.
Bjs

Olívia Costa disse...

Christna,
Adorei!
Você é muito abençoada.Bjos
Olívia

Chris Amag disse...

Puxa, que visita boa, Olívia!
Obrigada pelo carinho...