“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



terça-feira, 6 de outubro de 2009

Pássaros

foto Mariah







Ao meu querido amigo poeta (LC)


Os pássaros são livres,
Não temem o sol, a chuva,
E até mesmo as armadilhas...

Arriscam-se, exibem-se
Voam alto ou baixo demais,
Quem para e aprecia,
Admira a ousadia deles no céu...

É assim que vejo os seus poemas:
Ousados, cheios de voos arriscados
Que nos arrancam interjeições...

Se pudesse ver, quando lemos,
A expressão dos nossos rostos,
Veria olhos que se abrem perplexos,
Que correm ligeiros nos versos
E leem uma vez e outras mais...

No fim, escutaria,
Como o som de muitas águas:
“Nossa!”

Cante! Cante a sua poesia
Neste infinito céu de versos,
Voe alto e escute lá de cima
Aplausos de quem sabe
O valor da boa poesia!

Chris Amag

Nenhum comentário: