“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Tempo

foto Mariah














Hoje tirei o dia de folga,
Mas o dia foi teimoso,
Ele não quis descansar,
Passou correndo pelo tempo,
Deu-me uma rasteira
E cá estou eu...
Arrumando as minhas coisas
Para amanhã...

Por que o tempo não para?
Não quero mais fazer planos,
Não quero pensar no amanhã
E no que eu não fiz hoje...
Quero ficar deitada na rede,
Sentindo o vento no rosto,
O canto dos pássaros
Misturados ao barulho da rua...

Quero tirar um tempo
Para conversar com o meu filho,
Assistir a uma comédia romântica
E tomar sorvete na praça...
Quero esconder os relógios
E esperar a noite cair nos meus braços...
E depois agradecer a Deus por tudo:
Por estar o tempo todo comigo.

Chris Amag
06-10-09
23h50

Obs.:
10 minutos para
O dia de hoje acabar...

Um comentário:

theossetemagnificos.blogpost.com se encontram muitos segredos disse...

OI este foi dos que mais gostei pois e de uma beleza e descrição que me alertou para ver como era la fora na rua no jardim as crianças a correr e sua alegria contagiante me deu vontade de sair e correr na relva andar no baloiço e comer um belo gelado e voltar saltitando como as criancas jogando a macaca mas tudo foi um mero sonho pois ha muito que fazer mas serviu para relachar um poco sonhando e ter novo alento bem hajas por teu poema .
feliz dia