“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



sábado, 12 de dezembro de 2009

A nostalgia do natal

foto original Mariah


Ah, como eu gosto de capuccino, às vezes vou ao shopping só para saborear um... Sim, eu tenho preferência, não se trata de propaganda, mas aquele do Café do Ponto é o melhor...

Eu estava na fila do caixa para pagar um capuccino “grande”, quando esbarrei em uma pequena árvore de natal que estava no balcão. Ela caiu no chão, separou-se em algumas partes, mas as bolas coloridas permaneceram intactas.

Neste instante, meus pensamentos perderam-se nas lembranças, na minha infância. Lembro-me do meu medo e cuidado para não derrubar aquelas bolas coloridas, pois elas quebravam e suas pontas espetavam os nossos dedos...
Era um medo gostoso, pois ali estava a família reunida, mexendo nos enfeites do natal passado e procurando os que ainda podiam ser aproveitados. Era uma surpresa atrás da outra, como, por exemplo, os cartões de natal que pendurávamos nas árvores, com mensagens de amigos e familiares.

Hoje, compramos tudo pronto: os enfeites das portas, as árvores montadas e até mesmo embrulhos que imitam presentes embaixo da árvore de natal... Isso me causou tristeza... A família também está assim,“artificial”, parece enfeite que olhamos na vitrine, lindo, colorido, mas “sem vida”, “sem amor”, “sem união”...

Mas ainda podemos ver algumas famílias reunidas em volta da árvore que, aos poucos, vai ganhando vida, cor, enfeites e sempre tem alguém brigando para ver quem vai colocar a estrela.

[...]

De repente, os meus pensamentos foram interrompidos pela atendente:
“Não se preocupe, não quebrou...”

Mal sabia ela, que eu queria que tivesse quebrado, abaixado para juntar os cacos, tentado arrumar, providenciado outros enfeites, feito alguma coisa... Mas, num piscar de olhos, lá estava a árvore, igual, pronta para ser derrubada por outra cliente desatenta.

O Capuccino? Saboreei bem devagar, observando a árvore gigante que colocaram lá no shopping e o movimento em sua volta: pais tirando fotos com os filhos...

Árvores digitalizadas para colocar no orkut...


A sacada da minha casa, enfeitada pela minha
irmã, que assim que terminou, desceu para tirar
uma foto, registrando o momento...


10 comentários:

Mariah disse...

Amo enfeitar e preparar a casa para o Natal.

Quero sempre que minha família esteja junta neste momento.

Por ocasiões que não vale a pena relembrar... não tínhamos quando pequena estes momentos especiais juntas (os).

Penso meses antes de como enfeitar cada cantinho , indo na natureza pegando galhos, sementes e tudo que ela me oferece para colocar em minha casa.

Lembro sim das bolas que quebravam, qdo íamos colocar na árvore. Ficava triste por não poder colocar outra no lugar.

E assim a vida, algumas coisas se vão..

No lugar dela vamos colocar outras bolas mais bonitas, como amor, superação e acima de tudo união da família.

E as bolas mais bonitas são vocês minhas irmãs, irmãos, marido, filhos e pai.

Amo vocês...

Chris Amag disse...

Querida, Du

Estou ansiosa para passarmos mais um natal juntas, deixe um enfeite para eu colocar na árvore e um espaço para eu espalhar os presentes que vamos levar...

Maze disse...

Verdades e Dores...

Vamos imaginar a natureza, ela tambem passa por este processo. É a luta pela vida, pelo recomeço.
Considero a vida, como as estações do ano! Cada fase um re-inicio. Destas lembranças tristes ou felizes aprendemos e damos o real valor a tudo. A plantinha que esquecemos de regar, a rosa que estava linda e perfeita, mas morreu.
Uma amiga que faz tempo que não ligo, agora ela mudou e nem sei o endereço. A velinha não esta hoje na janela, será que ela se foi?, nem sabia o nome dela. São destes momentos curtos e simples, que hoje vivemos, e a vida.
Mas, este processo é curto, por isto temos que esbarrar em alguem, ou em algo, e daquele minuto que faz a lembranças,vem o amor, que estava guardado lá no fundinho do coração, esperando um pulsar!
Não importa os enfeites,a magia e como um flash, os pensamentos voam, que adianta,o perfume,as roupas elegantes, se dentro de NÓS não existe a vida, um novo olhar, um poeta, ou os espiadores, na esperança de encontrar algo novo.
Nada existe sem ter a essencia da vida, do amor, da compaixão.
Não fique triste pelo momento da sua vida hoje,logo tudo se transforma e se inicia um novo ciclo.
As lembranças de nossa história serão marcadas para sempre. Numa foto, num sorriso ou numa poesia. Agradeça a cada amanhecer, dele voce podera recomeçar. Tenha a certeza: você e sempre especial para alguem, não importa quem.
Seja uma rosa ou um orvalho, mas seja voce.

Um beijo no coracão,

Danniel Valente-Poesia disse...

Gosto das coisas que vc escreve. Adorei esse lindo texto sobre o natal, belas lembranças e coisas que trazem uma identificação para nós. Mas o que eu gosto mesmo, é a forma como vc coloca as palavras, essa delicadeza, esse cuidado, como quem enfeita cuidadosamente uma árvore de natal. E esse cuidado mexe com o íntimo, com a alma...tamanha a sensibilidade e a capacidade de emocionar. Um grande abraço...grande prazer estar aqui!

Chris Amag disse...

Daniel!

Que felicidade ver seu comentário aqui, um presente de natal para mim... Um mimo.

Beijos!

jose disse...

Olá Chris,
O seu blogo está ficar muito bonito com essa e árvore , e essa eluminação Natalícia,está uma maravilha, é preciso muito jeito e muito saber também. É verdade isto é bem diferento do que era notros tempos até algumas pessoas são arteficiais eu gostava mais das coisas naturais.
Parabéns pelo o bonito texto está muito bem escrito. Obrigada pelas suas palavras sempre muito gentís para comigo

Pssei pelo meu blog logo de manhã, e era para responder logo, mas tive que sair sem estar provisto e só estou chegando agora a casa,

Um beijinho com todo carinho, José

Chris Amag disse...

Só faltava você, José, estava sentindo sua falta... Obrigada pelas palavras carinhosas...

Tiago Scala disse...

Interessante a observação de que a família hoje, assim como a árvore, tornou-se algo artificial. A "montagem" ainda é do jeito antigo, mas o restante tem realmente tomado este rumo. As famílias hoje parecem realmente esperar encontrar seus "enfeites" em uma prateleira de igreja ou no terapeuta... para deixar a família bonita é necessário fazer os enfeites na mão... abraços, ótimo blog!

Danniel Valente-Poesia disse...

Querida, após a leitura do seu brilhante texto:"a nostalgia do natal"...aproveito para deixar meus votos de boas festas e que vc possa nos proporcionar cada vez mais inspirações lindas. Tenho acompanhado a beleza da sua escrita e agora, será sempre um prazer estar aqui. Parabéns querida! Agradeço também pelo seu lindo cartão de natal, poxa...fiqei emocionado. Bjs...

tais ac filha do rei disse...

oi amada namei seu post quando eu era criança eu amava arumar a arvore hoje nem isso se faz mais da para conprar enfeitada