“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



sábado, 31 de julho de 2010

Doce recordação



Tanto tempo já passou, mas ainda vejo você em tudo...
Nas esquinas mal iluminadas das ruas cheias de pedras,
Na lua cheia que enche o céu e desnuda o escuro,
Nas casas com mármore nas paredes, e nas alamedas...

Quando a nossa música toca, fecho os olhos para ver
Você sorrindo para mim, arrumando os longos cabelos...
Imagino que um dia, no meu caminho, você vai aparecer
E me chamar de “Cris”... Isso me deixará muito feliz!

Só não consigo lembrar da sua voz... Mas sei que era linda,
E quando falava “te amo”, então, arrancava-me suspiros...
Não entendo por que um amor tão bonito assim se finda,
Também não sei por que tivemos de passar por tudo aquilo.

Não sei o que o tempo fez com as linhas do seu rosto,
Imagino que seus cabelos agora devam estar brancos,
Do seu beijo fico com a lembrança daquele doce gosto,
Beijo com gosto de chocolate e chiclete de morango.

Não quero esquecer... Foram momentos tão intensos,
Quando fiz poesias do nosso namoro escondido,
Naquelas nossas conversas na calçada, ainda penso,
Sempre lembrarei do nosso puro amor, meu querido!

Chris Amag
30-07-23h30

13 comentários:

Machado de Carlos disse...

Certa vez fiz um poema para uma amiga, cujo nome é; - Cris. Trata-se de um Acróstico. Espero que goste!

Cantiga da Estrela

Cismo, canto e choro... Amável loucura!...
Rimo, recordo e reflito!... Doce ilusão.
Inovo, imerso, e imito esta amargura,
Sonho e sofro, sinistro. Fujo à razão.

Como criança crua, curto esta ventura;
Reino, reconcilio, renovo a emoção.
Incito-te...Impulso ímpar de ternura
Sou sólido, sim; saltitante coração.

Criei, colecionei... Cores de todo matiz;
Revivi, revirei, rompi a flor-de-lis,
Incrível, indizível tua intocável rosa.

Sofro sóbrio. Minha pequena,
- Como conseguirei tocar tua melena?
- ! - Respondo trisonho!... Rendo-me em prosa.

Machado de Carlos

Publicado no Recanto das Letras
Código do texto: T1670505

Machado de Carlos disse...

Uma alegria me invade a alma com a chegada deste acróstico que muito me honrou e me cobriu de felicidade!
Obrigado Chris!
Guardarei este belo poema a sete chaves!
Beijosssssssssssssssssss
Sem palavras!...

"Hamilton H. Kubo - Profundo Pensar" disse...

Algumas relações encontram seu fim, ao menos é assim que pensamos e o chamamos, mas se por outro lado pensarmos que por toda vida existem as histórias de cantigas, as fábulas encantadas, então lhes digo que um amor de verdade jamais se finda.
Mora conosco, reside em nosso coração, e a cada momento que o exaltamos, mostramos vida e em eterno seu calor.

Beijos linda sua poesia.

Machado de Carlos disse...

Olá Chris!
Boa tarde!
Fiquem em dúvidas quanto à exclusão do recado, pensei que fora eu, por engano! (Rindo!...)
Obrigado sempre pela sua atenção!

José disse...

Olá querida amiga Cris!

Saudade escrita na areia
recordando o tempo passado
nem mesmo com a maré cheia
consegue apagar a saudade.

Um grande beijinho.
José.

Cida Kuntze disse...

Obrigado pelas palavras Chris! Me senti muito lisongeada, ainda mais vindo de você que tem tanto conhecimento. Mas saibas que só o Espírito Santo pra me inspirar, pois de mim mesmo...
Querida, sempre passo por aqui e tenho você em grande estima.
Um beijo grande e uma ótima semana!

Naty e Carlos disse...

"O Sorriso é algo muito precioso para ficar oculto em seu rosto!"
Uma boa semana
BJS

Hubner Braz disse...

Belo texto Chris,

Vejo um amor lembrado e nunca esquecido. O bom e o sabor que eternizou em seu texto romântico.

Parabéns linda... Bjsss

Hubner Braz

Hubner Braz disse...

Ahh... Esse seu texto esta parecendo o texto que escrevi sobre o amor não correspondido de Leia.

Alessandra disse...

lindo Cris,me pareceu tão dolorido ainda..creia no que o futuro te reserva e esta guardado no Senhor,e que seja próximo este futuro,um beijo graaandeeee,e obrigada pelo carinho de sempre.

Fernanda Tardin disse...

Olá, Chris!
Vim conhecer o seu cantinho e me encantei com seus textos. Parabéns, são lindos!!!
Obrigada pela visita. Já estou te seguindo também.
Bjs...

Cida Kuntze disse...

Oi Querida Chris!
Obrigado pelas palavras sempre carinhosas e edificantes.
Que o Senhor esteja suprindo todas as tuas necessidades e te abençoando cada dia mais.
Um beijo e fica na paz.

MEU MUNDO E NADA MAIS... disse...

Chris, adorei seu poema,
tão doce, saudoso,e ao mesmo tempo sofrido, bonito, como vc relata o jeito, traço e até mesmo a rua e casas que lá haviam.
adoro passar por aqui e saber que vou encontrar lindos textos,
adorei!!

p.s. o templante vc tb pode ter
aqui está o site:
http://www.shabbyblogs.com/backgrounds.html
bjs amiga
tenha um lindo amanhecer!!