“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



domingo, 15 de agosto de 2010

Versos teimosos!


Imagem da internet

Faz tempo
Não tenho
Tempo

Para escrever

As palavras
Fogem
Desalinhadas

Não consigo
Pensar
Em nada

Os versos
São curtos
Mudos

As rimas
Caladas
Brancas

Aqui
Dentro
Tudo
Grita

Mas
nada
Quer
Sair

As palavras
são inverno
Fechadas
Mortas

O que importa?

Pelo menos
posso brincar

de Versos
Concretos...


Chris Amag

24 comentários:

Mariah disse...

As vezes temos que nos recolher, precisamos aceitar este tempo...

Que serve para colocarmos as idéias em ordem, elas também precisam de férias...

Percebemos então, que tudo está alí do jeitinho que deixamos, apenas brincando de esconde esconde...

Grande beijo, não se esqueça GPS é o caminho...

Cida Kuntze disse...

Oi Chris querida!
Gostei desses versos...como gostei...traduz bem como estamos muitas vezes.
Tantas coisas pra dizer, pra escrever, mas elas insistem em não sair de dentro de nós. Mas uma hora elas se libertam, e assim são compartilhadas com todos aqueles que desejam ardentemente conhecê-las.
Gosto demaiiisss de ler o que escreves. Tenha uma abençoada semana.
Beijos....Cida.

Tarciana Soares disse...

Chris estou passando pra te desejar uma semana abençoada.

Beijos

José disse...

Olá amiga Cris!

É verdade às vezes fogem as palavras, as rimas, com elas foge também a vontade de escrever.
Mas depois tudo volta novamente, e ainda que é assim, porque depois tudo fica com mais sabor.

um beijinho grande,
José.

Lu Nogfer disse...

Chris

Se as palavras
Fogem desalinhadas elas se aninham muito bem ao coraçao que aqui vem!
Continuem a brincar e a nos dar o prazer de boa leitura!

Ja estava com saudades daqui!

Beijos e uma linda semana pra vc junto aos seus!

Rosiane disse...

É amiga, também ando em tempos assim... Uma explosão de emoções e nenhuma palavra, sem rimas, sem versos, sem frases...
Me sinto engessada... poucas linhas escapam sorrateiras pelos dedos...
Força, esse tempo passará...
Grande abraço...
Ro

Cida Kuntze disse...

Oi Chris!
Tenho lembrado muito de você.
Estava com saudades.
Um beijo querida e que o Senhor te abençoe cada dia mais.
Nem preciso te dizer isso, mas..."Lançai sobre Ele toda a vossa ansiedade, pois Ele tem cuidado de vós". É difícil na prática, mas é tão maravilhoso quando conseguimos depositar aos pés do nosso Amado essa ansiedade que nos prejudica, não é mesmo?
Estarei orando.

Anônimo disse...

OIE!!!!!!!!
Passando pelo seu blog.....só pra dizer "oi".....ah e claro! Para me deliciar com suas poesias....
BJS Thais

Machado de Carlos disse...

Versos são versos mesmo que sejam revoltos e de forma concreta ou abstrata. Eles – os versos estão em estado latentes dentro de você mesma.

Belo final de Semana!

campo das letras disse...

os versos criam força imensa dentro de nós e vão ocupando um espaço que nem lhes pertence. então o jeito é deixar q escorram, mansos ou intensos, feito sangue vivo em pela recém cortada
.
.
beijo!

Clécia Ferreira disse...

gostei do seu blog...
parabéns!
abração!
passarei sempre por aqui!

Cida Kuntze disse...

Passando pra desejar um final de semana abençoado pra você e sua família.
Saudades sempre.

Fernanda G. disse...

Sempre com novidade, em Chris. rs
Adorei os curtos versos.
Beijos e Deus abençoe

Machado de Carlos disse...

Como vai você? Saudades!

Izabel disse...

Chris, deves conhecer a trajetória da águia,que após 40 anos, com penas pesadas etc. Procura um lugar bem no alto e se esconde. Onde arranca as unhas as penas etc. Num longo período de 5 meses. Para depois ela surgir para o mundo no seu vôo renovador. Então consegue viver mais 30 a 40 anos. Assim somos nós. Quando nos ausentamos, na verdade estamos nos renovando.Beijão Ao ler eu sinto toda a energia de seus poemas, te confesso que eles me fazem refletir e assim estou tentando me tornar um ser melhor.

Anônimo disse...

Olá Chris, suas palavras expressam aquilo que muitas vezes sentimos, os versos simples nascem do coração.
Um grande abraço,
No amor de Cristo,
Sidney
(papodedesenhista.blogspot.com)

Cida Kuntze disse...

Oi Chris!
Passando pra dizer que não esqueço de você.
Beijos.

Renato Baptista disse...

Amiga...

Veio o tempo e o poema se fez... Mais uma obra inspirada na falta de inspiração... como se isso fosse possível.
Abraços* e parabéns pelo trabalho.

Renato Baptista

Cida Kuntze disse...

Oi Chris!
Fiquei feliz com a sua visita. Eu estava mesmo com saudades.
Você é muito especial.
Um beijo querida.

Cida Kuntze disse...

Oi Chris!
Tem um selinho lá no meu blog pra você.
Se desejares, passa lá pra pegar.
Beijos linda e um ótimo final de semana!

Cida Kuntze disse...

Oi Chris!
Não consigo ficar muito tempo sem vir aqui...rsrs.
Você é um doce. Obrigado pelo carinho.
Um beijo e que o Senhor te abençoe.

Cida Kuntze disse...

Oi querida Chris!
Que nessa primavera você possa então cantar como os pássaros e que o Senhor receba esse louvor.
Você é muito especial minha amiga.
Uma linda flor que desabrochou no jardim do Senhor!
Beijos.

selma aparecida disse...

Olá Chris...abro o site da Karyne,
entro pro blog da Cida,descubro o
blog da Chris Amag...(se vc quiser
pode continuar...).Tenho um poema
parecido c/ este.Deve ser natural dos poetas,né?Deixo aqui p/ vc uma frase da escritora Adélia Prado:
"Deus de vez em quando me tira a poesia.Olho p/ uma pedra e vejo uma pedra".Abraço,Selma.

José Antonio Braga Barros disse...

Ser poeta não é só escrever versos.
É um modo de ver e viver a vida.
Modo singular.
Não existe poeta igual.
Além disso não é o escrever muito, ou pouco que faz o poeta.
Poema é este conjunto de palavras, que fica sendo gestado em nós até o momento do nascimento.
Parabéns pelos versos.
Aproveito para convidar-lhe e a todos os seus contatos para Dia 20 de outubro, Dia do Poeta vir comemorar conosco na Ciranda de Poesia, Rua Porto Príncipe, 40, Vila Rubi, SJC, 19h30. Entrada Franca. Vai ser uma nopite memorável.