“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Soneto do amanhã


esposavirtuosasim.blogspot.com
Às vezes, pensar no amanhã nos dá medo,
Imaginamos envelhecer ao lado de alguém,
Realizar todos os nossos sonhos e segredos
Mas e se isso não acontecer? O que fazer?

Às vezes, fico pensando, olhando o nada
Pensando no que já passou e que não vi,
Aquele tempo das iniciativas não tomadas
Que roubaram de mim muito do que vivi...

Então, invade-me uma imensa vontade
De recuperar esse tempo, esse momento
Que se perdeu na minha tenra idade.

Todo ano novo que começa nos anima,
Dá uma vontade imensa de mudar, renovar
E deixar para trás essa etapa que termina.

Chris Amag

27 comentários:

"(H²K) - Hamilton H. Kubo" disse...

Lindo soneto, que recebe de braços abertos o novo ano!
E junto a ele novos acontecimentos!!

Beijos

Lu Nogfer disse...

Que lindo soneto minha amiga!
Ano novo é sempre muito bom!É quase uma renovaçao necessaria!

É bom estar de volta aqui com voce!

Um lindo inicio de ano!

Beijos!

Machado de Carlos disse...

Eu posso lhe responder as dúvidas através de um soneto de Olavo Bilac:

Ouvir Estrelas

"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...

E conversamos toda noite, enquanto
A Via Láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir o sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: "Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizes, quando não estão contigo?"

E eu vos direi: "Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas".

Adoro piano. Gosto de Sonata ao Luar, Le Lac Du come, etc. Adoro as águas do mar. Mas as buscas interessantes são as impossíveis mesmo. Por isso sonhamos. Esperamos sempre por um ser Angelical.
Um pouco é solidão mesmo!

Não sei se consegui responder-lhe!

Beijos!...

Machado de Carlos disse...

Uma belíssima composição, não tão metafórica quanto a minha. Realmente se pudéssemos voltar ao tempo, talvez eu poderia ter mudado a minha história. Dizem: - Fazemos os caminhos do destino. E o tal destino pode ser alterado, conforme o tempo passa. Como creio na Imortalidade da alma, acho que tudo isto aqui é passageiro, uma vez que um homem de setenta anos já teve seu corpo modificado dez vezes, isto é, já passou por dez vidas na mesma existência.

Machado de Carlos disse...

Oi Chris!

Obrigado pela atenção. Quanto ao filme ainda não consegui encontrá-lo, mas sei que vou encontrá-lo.

Assim como também desejo o filme; Minha Amada Imortal que conta uma História da vida de Beethoven.

Dica Cardoso disse...

Passando pra te conhecer e deparo-me com esse teu tão lindo lugar...Quanto aos nossos sonhos,talvez se passarmos a enxerga-los realizados em pequenos detalhes,como enxergar em nós mesmos o brilho das estrelas,guiando-nos,possamos ter mais Fé,coragem e criatividade para encararmos os osbstáculos que se intepoem entre nós e suas realizações e finalmente sermos simplesmente felizes,mesmo que apenas nos breves momentos em que as estrelas brilhem...
Linda reflexão para o Novo Ano.
Feliz em conhece-la!
Seguirei o caminho...

Abraços no coração!

Anônimo disse...

Oi Chris, não podemos recolher o que se foi, tão somente guardar na memória, no coração...mas com propriedade seu lindo poema nos deixa tranquilo...o amanhã...bem, podemos construi-lo.
Um grande abraço,
No amor de Cristo.
Sidney
(papodedesenhista.blogspot.com)

José disse...

Olá Chris!

Tudo o que foi perdido
e da vida não vivida
jamais será restituído
por muito que se viva na vida

Bonito soneto,

um beijinho,
José.

Dilmar Gomes disse...

Olá cara amiga Chris. Bela poema filosófico. Realmente, o tempo é um assunto que preocupa a todos e também tem dado muito pano para manga, ou seja, tem rendido muita reflexão; tem levado autores de todas as épocas a criarem sobre o tema.
Um grande abraço.

Cida Kuntze disse...

Que lindo Chris!
Quando inicia o ano é incrível como o nosso desejo de renovação se intensifica. Não devemos mesmo olhar para o que passou, a não ser que nos sirva de estímulo pra sermos ainda melhores, para que possamoos meditar e ver como Deus tem nos ajudado, mas nunca vivermos presos ao passado.

Eu gostaria de te agradecer pelo comentário no Recanto e muito me alegrei em saber que o teu filho se tornou um belo jovem, abençoando a tua vida com o seu amor e companherismo.

Minha amiga tem tentado resgatar o amor e a amizade entre ela e a filha, não tem sido muito fácil. Ela ficou muito depressiva devido ao que passou e sua filha tem um temperamento forte, então acaba não tendo paciência com ela. Mas ela, tem se apegado a Deus, como contei e tem aos poucos reconquistado o amor da moça.

Beijos minha querida amiga Chris. És muito especial. Te admiro muito.

Danniel Valente-Poesia disse...

Adorei seu soneto, passei para uma visita. Senti saudade, deixo um beijo grande:

"Às vezes, fico pensando, olhando o nada
Pensando no que já passou e que não vi,
Aquele tempo das iniciativas não tomadas
Que roubaram de mim muito do que vivi..."

CANTOR MOISÉS VIEIRA disse...

Olá querida! Obrigado pela visita e pelo comentário, quanto a ameaça de vírus não saberia informar. Grande abraço e sucesso em 2011, seja feliz!

Maria disse...

Querida amiga poeta, um soneto lindissimo, como são todos os que nos oferece.
Hoje vim especialmente para repartir consigo um miminho que recebi e que quero partilhar, pois representa o “Prémio da amizade”. Não tem regras nenhumas, tem apenas todo o meu carinho, amizade e o meu sincero obrigado por fazer parte da minha vida. Está no meu cantinho Especial “SELINHOS – Presentes dos AMIGOS” (http://maria-selinhos-presentesdosamigos.blogspot.com/)
Um maravilhoso Fim-de-semana
Beijinhos
Maria

Machado de Carlos disse...

Olá, Chris! Como é bom recebê-la em minha residência! Estou bem, obrigado!
A Lua sempre foi fonte de inspiração aos poetas, principalmente ao meu caso que ando trocando dia pela noite. Quando o tempo não está nublado, aí sim há possibilidade de vislumbrar os raios lunares.
O Sol, realmente é sinal de vida no Planeta, inclusive a Luz da Lua é o espelho do reflexo do Sol, como se o Sol também amasse a Lua.
Mas lá em cima, durante a noite podemos contemplar as estrelas e; de dia podemos também nos alegrar com o azul celeste. Maravilhoso!
Como você afirmou, existe uma sintonia entre os dias e as noites.

Beijos!...

CRIS disse...

Oi Cris,vim retribuir sua visita, tbm vi o filme o lIVRO DE ELI, achei muito bom, te desejo um ano de vitórias e bençãos, que DEUS abençoe tu e tua casa.
Fica na paz minha querida.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Acho que o ano novo
só nasce,
quando esquecemos o olhar antigo
e vemos o que virá,
com olhos de esperança.
Então entendemos que
o amanhã é uma forma
diferente de chamarmos
o agora.

Que sempre haja tempo para os sonhos
em tua vida.

Paula Figueiredo disse...

é mesmo né Cris! Adoro essas oportunidades de revolução!
Adorei aqui! Delícia!

Abraço!
E vamos confiar na vida! (HOJE!)
Bjos!

Arnoldo Pimentel disse...

Às vezes dá medo sim olhar o amanhã, mas precisamos lembrar que o amanhã chegará e devemos deixar entrar em nosso coração a esperança de ser feliz e só assim perderemos esse medo.Lindo poema, beijos.

José disse...

Querida amiga Chris!

As suas palavras sábias e poéticas, tiveram o dom de me fazer emocionar, porque a partida, foi de tudo o que mais me custou, era aquela sensação de ir sem saber se voltava a vir.
Mas ainda bem que o "mar me devolveu"
Para ter a oportunidade de conhecer pessoas maravilhosas como você.

Um beijinho,
José.

Graça Pereira disse...

Gostei do teu soneto! É verdade que o amanhã ás vezes mete medo, pela interrogação que tráz sempre consigo.Mas em cada dia há uma renovação que devemos viver com muito entusiasmo e fé.
Mil beijocas e uma boa semana.
Graça

Zoila Cevallos disse...

hermana, muchas gracias por detenerse a leer mi última publicación. Y me alegra enormemente que haya sido de bendición para su vida.
me anima a seguir escribiendo. De veras que sí!

Dios la bendiga y la sostenga con sus amorosas manos en estos momentos de su vida.
saludos,
Zoila Cevallos.
"Hablando con Dios"

Maria disse...

Lindissimo soneto, querida amiga, excelente como sempre. Em cada manhã, em cada novo ano que começa, há sempre uma nova esperança.
Aproveito para agradecer todas as mensagens que tão gentilmente deixa no meu cantinho, e peço desculpa de só poder vir visitar e comentar ao fim de semana, mas durante a semana é quase impossível, pois a minha disponibilidade de tempo é bem pouquinho. Os meus posts embora aparecem quase diariamente, são feitos pela noite adentro que é quando consigo parar as minhas tarefas, depois são agendados.
Desejo um Bom Domingo
Beijinhos
Maria

Izabel disse...

Chris querida, obrigada pelo carinho. Suas poesias são tão boas, tão gostosas, são emoções pura. Porém estou desde novembro em função de cirurgia nos olhos. Fiz duas, por isso a dificuldade de ler, escrever. Ainda estou com pontos, mas me arrisco um pouco. Sempre via no meu blog que postava, mas não conseguia ler. Ha! hoje tenho um programa que só le, para mim. A jovem metálica chama se Raquel. Beijos fique com Deus e com esse dom maravilhoso que tens e continue a nos presentear com suas poesias verdeiras. Bel Talarico

Eleúzia disse...

Passando para agradecer a visita e pelas palavras carinhosas que deixou no meu blog. Muito obrigada!
Parabéns pelo soneto, ele provoca uma grande reflexão sobre nossa vida.

Vamos caminhar passo a passo em 2011 espalhando muita energia positiva.
Bjkasssssssss
www.varaldeatividades.blogspot.com

Eleúzia disse...

Olá! Em homenagem ao belíssimo trabalho que vem realizando, tem "selinho" no meu blog para vc.

Beijão,

Eleúzia
http://varaldeatividades.blogspot.com

Danniel Valente-Poesia disse...

Passei para ler suas jóias. Bjs

GIRASSOL

Tenho minhas alucinações,
também fico bêbado
e febril de poesia.

Vejo girassóis e moinhos de vento
dom quixote e Van Gogh
loucos no mesmo pasto...

São telas, livros
e as minhas alucinações
entre um verso bêbado e outro.

Eu vejo as flores loucas flutuando
mas o poema que escrevo
é girassol verdadeiro.

Há todo esse cenário de colinas
ranchos, estrebarias, cabanas,
mulheres ...

E todos estão dispostos
na minha asa amarela
farto de girassol azul.

Mas eu não sei ser poeta
sou mera alucinação
fazendo chocalhos de palavras,
como dizia Mario Quintana.

DANNIEL VALENTE

RADIO GOSPEL MUSIC LIFE disse...

RADIO GOSPEL MUSIC LIFE

http://crescerevencercomjesus.blogspot.com