“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



segunda-feira, 27 de junho de 2011

Sorria!

Imagem da internet

Na vida há momentos em que o sorriso se faz fraco,
Como a meia lua escondida entre as nuvens brancas,
Ele está lá, pronto para se abrir, mas se esconde...
Espera as suas fases e deseja um dia unir as metades...

 
Na vida há momentos em que o sorriso se curva para baixo,
Talvez pelo mau tempo, talvez por se viver de lamento,
E nada o faz levantar dali, como um peso, pesado cacho
Que alcança o chão, toca a terra como se fosse seu lugar.

Conseguir abrir um sorriso inteiro já é meia vida vivida,
Tudo fica mais fácil, os problemas pequenos, amenos,
O rosto rejuvenesce, e dos anos passados se esquece...

Um sorriso é meia vida, deixa primaveras eternas,
Quem não viver intensamente os alegres momentos,
Parte com muita idade, mas deixa para trás metade.

Chris Amag
(Maria Cristina Gama)
21/06/2011

11 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Olá amiga Chris, muito bonito o teu soneto. Gostei muito.
Um grande abraço. Tenha uma ótima semana.

Cida Kuntze disse...

Que lindo Chris!
Eu gosto de sorrir, mesmo quando estou triste, pois quando sorrimos estamos expressando que acreditamos que as coisas vão melhorar, que Deus está no controle. Mesmo em meio a tempestade, o nosso leme deve estar sendo guiado pelo Salvador.
Adorei teu poema amiga.

Vou te passar um e-mail com um link que explica o que fazer pra postar normalmente. É super fácil de arrumar esse probleminha.

Beijinhos e uma semana da paz!

"(H²K) 久保 - Hamilton H. Kubo" disse...

E como deixas...
Uma metade que sempre fará falta, a metade que faltava para não viver-se em partes.
O sorriso cura, acalma, renova e a vida expande.
Para cada lágrima de tristeza dever se ia ser ministrado meia dúzia de sorrisos, assim a lágrima se recolhe mas jamais se seca. Pois por vezes serão necessárias para demonstrar a alegria expressa.

Beijos, lindo! E muitos sorrisos em sua vida!

Arnoldo Pimentel disse...

É sempre bom sorrir.Lindo seu poema, beijos.

Lúcia Soares disse...

olá chris, muito bonito seu blog, estes poemas são lindos. bjs

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Maravilhoso! Que o sorriso ilumine sempre os seus dias! Bjs

Cardápio Delicadeza disse...

É por isso que digo num poema meu...

"Não há sorriso quebrado
que não possa ser colado"

E viva a poesia, e viva o sorriso!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Na alegria
do sorriso,
a vida encontra
o seu melhor
sentido.

Vida plena em teus dias.

José disse...

Amiga Chris!

É mesmo de um belo sorriso que eu preciso, e sempre ouvi dizer é melhor rir mal, que chorar bem,e eu também penso assim.
Estive uns tempinhos ausentes aqui da blogosfera, uns probleminhas de saúde, mas já está tudo quase bem.

Um beijinho grande para si,
José.

Maria disse...

Querida poeta como sempre um soneto maravilhoso. O sorriso ilumina quem o dá e quem o recebe.
Hoje passei especialmente para lhe oferecer um miminho especial, é o Selo “PREMIO SUNSHINE AWARD”. Deixei no meu cantinho “SELINHOS – Presentes dos AMIGOS” e no “Divagar sobre tudo um Pouco” (http://algarve-saibamais.blogspot.com/2011/07/selo-premio-sunshine-award.html). O seu cantinho merece pois é um espaço encantador, onde a poesia toca a alma de quem aqui chega.
Beijinhos
Maria

Malu disse...

Eu gosto muito de passar por aqui, pois sempre encontro palavras carregadas de amor e ternura.
Saio sorrindo!!!
Abraços