“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Declaração de amor

Imagem da internet

Queria que sentisse o meu desejo
De estar aí, pertinho de você...
Só para saber se está tudo bem
E torcer para não estar com alguém.

Queria que sentisse o que se esconde
Nas palavras discretas que lhe ofereço
Mas confesso: não sei como e nem onde
Posso dar a esse diálogo um começo.

Talvez por que eu ainda seja do tempo
Da iniciativa se reservar ao homem,
Só não sei se está certo esse sentimento.

Então, caro amigo, leia o que está implícito
E perceba que minhas palavras escondem
todo o amor que sinto agora, meu querido.

Chris Amag



12 comentários:

Luís Coelho disse...

Linda declaração de amor.
O desejo de estar próximo e ser fiel.

Irismar Oliveira disse...

OI amiga linda declaração de amor, bem discreta mais que revela a essência do sentimento.

UM belo dia

Graça Pereira disse...

Um declaração de amor que toca o coração...rima e é verdade!
Beijocas
Graça

mfc disse...

Não há nada como não nos engarmos a nós próprios e mostarmos o nosso amor a quem amamos!
Um lindo e terno poema.
Beijinhos.

Cida Kuntze disse...

Oi Querida Chris!!!
Nossa, que declaração mais linda essa. Bem discreta como a Iris disse, mas ao mesmo tempo bem intensa. Espero de coração que esse amor se declare... que seja correspondido.
Beijos carinhosos pra você minha doce e terna amiga. És muito especial.

SOL da Esteva disse...

Maria Cristina

Um belo Soneto a dizer que a Declaração de Amor, é um acto solene; não uma fútil conversa.

beijos

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Maria Cristina Gama disse...

Meus amigos Luís Coelho, Irismar, Graça Pereira, MFC, Cida e Sol...

Fico feliz com a visita e o comentário que vocês me deixaram, sempre tão carinhosos.

UM grande beijo e um restinho de domingo abençoado para vocês!

Chris

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Amar é se imaginar
no coração de alguém...

Lindo texto.


Que sempre existam
sonhos a habitar teu coração.

Luís Coelho disse...

Hoje voltei a passar e a ler este poema formoso e com recados bem claros. O amor encontra-se quando o desejamos fazer viver.

Agradeço a passagem em lidacoelho.
Terá sempre a porta aberta e o seu espaço reservado.
Sinta a poesia como sua pois o verdadeiro valor não está tanto no que se escreve como na mensagem que cada um poderá ler.

Anne Lieri disse...

cHRIS,UM BELO SONETO DE AMOR!Tb prefiro esperar por um sinal do outro,acho que sou da moda antiga!...rss...bjs,

Ester. disse...

Adorei seu blog.
Ele é lindo,já estou te seguindo.
beijos.

✿ chica disse...

Te vi lá no Recanto, da Anne! Lindo tudo aqui!beijos,ótimo dia,chica