“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



sábado, 28 de abril de 2012

Crisálida (soneto)


Você pode encontrar meu nome
Ao pronunciar a palavra crisálida,
Posso até usar como codinome
Esperando nisso uma vida ávida.

Mas antes de libertar essas asas,
Devo mergulhar no meu silêncio,
Sem esboçar qualquer movimento,
Mas sempre atenta às ameaças.

Então, quando tudo estiver certo,
Sem qualquer perigo por perto,
Abrirei caminho para a liberdade.

Sentirei meu sangue pulsando,
Quando expandir minhas asas,
E nunca mais serei crisálida...

Chris Amag

..

14 comentários:

Luís Coelho disse...

Cada poema carrega sempre alguma parte de nós.
Momentos vividos, sentidos que nos provocam confissões que se rasgam em textos ou versos.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Maravilhoso poema Chris. Sempre encantadoras suas palavras.
Bj e bom fim de semana!

Célia Gil, narciso silvestre disse...

É preciso reencontrar forças dentro de nós e continuar sempre a sentir "o coração pulsando"! Bjs

SOL da Esteva disse...

Maria Cristina, Querida

Um belo Poema sobre a crisálida que se liberta em borboleta da liberdade.
Muito bom.

Beijos

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.pt/

Arnoldo Pimentel disse...

E realizarás o sonho de liberdade.Lindo seu poema, parabéns.Beijos

José disse...

Olá Chris, Boa tarde.
Estou de regresso outra vez, deixei aqui bons amigos,por isso não é fácil estar muito tempo longe.
E vim mesmo a tempo de ler este seu belo poema.
Um beijinho,
José.

Anne Lieri disse...

Chris,sempre belas demais as suas poesias!Agradeço por me permitir postar no Recanto dos autores tb!O pessoal gostou muito!bjs e bom sábado!

Cida Kuntze disse...

Oi Chris, querida amiga!
Lindo poema.

Adorei essa parte: "Mas sempre atenta às ameaças. Então, quando tudo estiver certo,
Sem qualquer perigo por perto, Abrirei caminho para a liberdade.
Sentirei meu sangue pulsando,Quando expandir minhas asas,
E nunca mais serei crisálida..."

Ser poeta é um dom e você usa esse dom lindamente.

Beijos amiga e um abençoado final de semana.

Tunin disse...

É um poema espetacular, inspiradíssimo em que nesta metamorfose a larva virou borboleta para nos trazer a alegria do seu voar.
Parabéns, querida!
Abração.

mfc disse...

Vamos juntos nesse caminho bonito para a liberdade!!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Há momentos
que somos silêncio.
Há momentos
que somos sinfonia.
Embora pareçam
duas partes,
tudo faz parte
de um único todo,
a quem deliciosamente
chamamos de vida.


Que sempre haja amor,
para alimentar de sentidos
nossa vida.

Giancarlo disse...

Felice seetimana a te....ciao

Edilene disse...

Linda poesia, adorei! Linda semana pra você!

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Cris, bela poesia...Espectacular....
Cumprimentos