“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



sexta-feira, 8 de junho de 2012

Atitudes e gestos


Se algo consegue lhe tirar a paz
Olhe como quem olha de fora,
Olhar com os olhos da razão
Pode impedir uma decepção
Que a nossa emoção ignora...

Assim será possível enxergar
Que atitudes e palavras escritas
Devem sempre caminhar juntas,
Não é possível falar de amor
Mas ser alguém insensível.

Que os nossos gestos e iniciativas
Sejam as marcas que deixamos,
Que o dom da escrita seja apenas arte
Para levar conforto e prazer às pessoas,
Mas que a presença seja essencial!

Chris Amag
.

9 comentários:

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Muito bom :)))

Arnoldo Pimentel disse...

Um poema lindo com uma profunda mensagem. Muito bom ser sua poesia.Beijos.

Cida Kuntze disse...

Chris querida, que ótimo conselho em forma de poema.
Também acho que precisamos ser o que escrevemos, o que falamos.
Nossas atitudes demonstram o que está lá dentro.
Beijos.

Maria Cristina Gama disse...

Queridos amigos Rui Pires, Arnoldo e Cida, sempre presentes em meu blogue, obrigada pelo carinho...

Bjs
Chris

Dilmar Gomes disse...

Perfeito, amiga Chris. Um verso não substitui uma palavra de carinho. É um complemento, mas não é um gesto.
Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

Maria Cristina Gama disse...

Dilmar, adorei o seu comentário, parece que ele complementou o meu poema, obrigada pela sua palavra de carinho...

Bjs
Chris

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Conselhos de ouro num delicado e lindíssimo poema! Bjs e bom fim de semana!

José disse...

Querida amiga Chris!

Quando a presença, não for possível, como neste mundo virtual, que sejam as palavras de carinho, os poemas, que se façam presente, para a gente.

Bom fim de semana
com um beijinho meu
José

Maria Cristina Gama disse...

Obrigada pelas palavras de carinho Célia e José...

Gosto de ver vocês aqui.

Bjs
Chris