“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



quarta-feira, 13 de junho de 2012

Coração Acelerado

Imagem tirada do blogue avidadeumaguerreira.blogspot.com

Chegue mais perto de mim, amigo,
Encoste sua cabeça em meu peito
Escute como bate meu coração,
Quando você está aqui bem perto...

Chego a sentir meu corpo inteiro mudar
E o coração quase saindo pela boca...
Uma sensação de perder o chão, flutuar,
Será que estou ficando louca?

Ah! Se aquieta coração, mas não pare,
Tente dizer que ele não é um simples amigo,
E depois de revelar isso, ouça, também repare:

Que o outro coração também estará acelerado
E sentirá nesse turbilhão de sentimentos,
Que ele na verdade é seu terno namorado.

Chris Amag
(Maria Cristina Gama)
13-06.2012

5 comentários:

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Por vezes é complicado segurar os impulsos do "coore".
Belas palavras!

Smareis disse...

O coração sempre sabe revelar.
Adorei os versos.

Beijos!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Um chamado tão gostoso desse.. quem pode resistir? Delírio de poema, Cris. Lindo. Gostoso de ser ouvido literalmente ao pé do ouvido. Beijos.

Ygo Maia disse...

Belas palavras, Chris!!
Não adianta esconder um amor, ele
sempre acaba arrumando um jeito
de se revelar, seja com um gesto,
um olhar, ou simplesmente com
o CORAÇÃO ACELERADO!

E dia (25/06) às 21:00 horas, estreia no meu
blog a Web Novela "TETO DE VIDRO".

http://ymaia.blogspot.com.br/

Beijos!!

Lua. disse...

Olá adorei o seu cantinho bjus.