“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



sábado, 15 de setembro de 2012

Meu Belo Adormecido


O seu silêncio levou-me até você,
Eu não tive medo de tentar...
A sua resposta me surpreendeu,
Foi para mim um presente de Deus.

Eu sou da noite, você é do dia,
Mas mesmo assim há harmonia,
Sua boca se abre em um bocejo,
Mas, dormir, ainda não desejo...

Mas quem sabe um dia, meu príncipe,
Eu possa despertar você com um beijo,
Meu querido Belo Adormecido...

Boa noite, adormeça pensando em mim,
E me acorde amanhã desejando-me paz,
Estarei esperando por você, meu doce rapaz.

Chris Amag

6 comentários:

Tunin disse...

Um doce sentimento de esperança de que ele possa despertar para esse amor que tu sonhas ter com ele.
Pura meiguice em teus lindos versos.
Abração.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Gostei da versão moderna de um lindo conto de fadas. Parabéns, Cristina. Sempre bom ler por aqui.

Cida Kuntze disse...

Que lindo Chris!
Você é tão doce querida amiga.
Beijos.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

E que a espera
não demore muito,
pois se o amor
para nós é infinito,
a vida é breve,
assustadoramente breve...


Que haja sempre um sonho
a nos habitar o entardecer do dia.

Aluísio Cavalcante Jr.

Geh Lud e Néry disse...

Lindo , achei simplesmente lindo !
que Deus te abençoe muito, bjus com carinho geh
http://solteiricecrista.blogspot.com.br/

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema... Espectacular....
A distância nos separa agora, nessa noite fria, mas nossos corações estão aquecidos pelos sentimentos que agora floresce a cada palavra, a cada gesto de carinho....

Cumprimentos