“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Imagens falam mais que palavras...


Existem dias em que até a poesia não encontra palavras para representar o que vai no peito, mesmo ela não consegue pensar direito, são versos mudos, nem querem sem brancos, são versos que morreram antes  da inspiração, não chegaram a nascer, não chegaram a ser desejo, estão no quarto de despejo para serem lançados fora antes de alguém ler... Ainda bem que para esses dias existem imagens que são pura poesia, como essas gotas que se transformam em flores coloridas, mesmo sem cor, mesmo frágeis, mesmo efêmeras... Lá estão elas, arrancando forças, exaltando a beleza que não é delas, humildes, mas fascinantes e lindas... São momentos únicos, vistos por poucas pessoas, pessoas que enxergam os detalhes, o encanto, a criação de Deus... Hoje, são elas a poesia que conforta o meu coração.

3 comentários:

Maria Rodrigues disse...

Há que saber "ver" com a alma e não apenas com o olhar.
Boa semana minha amiga.
Beijinhos
Maria

Cida Kuntze disse...

É verdade Chris, tem imagens maravilhosas que nos falam ao coração.
Beijos querida e tudo de bom.

António Jesus Batalha disse...

Ao visitar alguns blogs me deparei com o seu, e quero dar-lhe os parabéns por partilhar o seu saber, gostei por isso deixo aqui um convite:
Ficaria radiante se visita-se o meu blog, e leia alguma coisa, meu blog é um blog cristão que fala de diversos assuntos.
É o Peregrino E Servo.
Desejo muita paz e saúde.
http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/