“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Procura-se


Chega um tempo em que não nos importamos mais, não sofremos mais, vamos vivendo e aceitando as situações conforme nos chegam... Aceitando sim, mas isso não quer dizer que concordamos, apenas não gastamos mais as nossas energias para discutir sobre pensamentos tão diferentes. As pessoas são assim, são diferentes, podemos nos afastar delas ou abraçá-las, vai depender das nossas afinidades.

Chega um tempo em que a vaidade perde a vaidade, a vergonha cai no esquecimento e a atitude é o grau mais alto de maturidade que poucos conseguem chegar. Alguém com atitude nos convence, nos aproxima, nos cativa, nos contagia... 

É fácil admirar e amar alguém assim... Para mim, essa é a única coisa que importa!

Maria Cristina Gama
.
.
.

Nenhum comentário: