“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Depende de mim...


Eu sempre me pergunto “Quanto tempo falta para eu mudar tudo...” e, quando caio na razão que sou eu que controlo esse tempo, eu percebo que perdi a hora! (Maria Cristina Gama)

Nenhum comentário: