“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



segunda-feira, 26 de junho de 2017

Maturidade






A maturidade não vem com as primaveras, mas quando morremos e nascemos todos os dias, pois cada vez que florescemos, as cores ficam mais vivas, o pólen mais abundante e o nosso perfume toma todo o espaço em nossa volta, atraindo quem pode levá-lo a outros lugares, tornando a nossa essência sentida e conhecida a distâncias nunca antes alcançadas. (Maria Cristina Gama)

Nenhum comentário: