“Meus versos nascem como quem dá luz a um único filho, em gestações que podem durar uma vida ou segundos...” (Chris Amag)



quarta-feira, 30 de agosto de 2017

O Tempo


Tudo aqui é passageiro, o vento que entra pela janela e mexe a cortina, o som que vem lá de fora e quebra o silêncio, o cheiro de café que nos traz certa nostalgia...Tudo aqui é passageiro, então, que o dia seja alegre e leve, que o sorriso sempre apareça em nosso rosto, que as palavras sejam brandas e poucas.Tudo aqui é passageiro, menos o tempo que falta para ficarmos juntos, esse não passa, ele se arrasta e prolonga o tempo, enche de preguiça os ponteiros dos relógios...

Nenhum comentário: